Friday, March 03, 2006

14 - Professores que ficam

Houve professores bons, professores maus e outros assim-assim. E sem ligação com esta distinção houve professores que vão ficar na minha memória e outros não.

Dos professores que vão ficar comigo tomo a liberdade de destacar dois a quem eu gostaria de deixar uma palavra de reconhecimento. E nisto cometo muitas injustiças, por omissão.

Ao professor César, de Inglês, um gentleman, que me ensinou que para podermos aprender seja o que for temos de ter um mínimo de organização. E ma obrigou a ter: Chamou a minha mãe, mostrou-lhe a desordem dos meus apontamentos, obrigou-me a começar do zero. Passei as férias do Natal a refazer o caderno. E a seguir comecei a aprender inglês. Ainda hoje uso regras e mnemónicas aprendidas com o professor César, O Teacher.

E queria agradecer à senhora professora Maria da Saudade Arezes, professora de Português e de Francês, que para além das matérias do programa nos ensinava também, quando podia, Cidadania.

*

Que bom terem-me ensinado três línguas, a minha, o francês e o inglês.

*

Da exposição da Emídio

O carinho que eu votava aos livros The New English Primer e Pierrot dans le Commerce vinha destes professores. A eles deve retornar. Não davam aulas, eram Professores.


1 Comments:

Blogger jojo said...

gostava de ter visto a cara da avó a ver o teu caderno :D:D

1:23 PM  

Post a Comment

<< Home